Livro mostra o ponto de vista de quem vive na floresta

livro povos eu

“Povos da floresta – Cultura, resistência e esperança” traz a visão do Brasil de um ângulo que não costuma frequentar os grandes meios de comunicação.

(Marco ASA) – Qual é a visão de um índio sobre um projeto de mineração na sua aldeia? O que significa a sociedade de consumo para um quilombola? O que um ribeirinho acha do “grande projeto de desenvolvimento” para a Amazônia? O ponto de vista dos povos que vivem nas florestas brasileiras é o mote do lançamento “Povos da floresta – Cultura, resistência e esperança”, de Felício Pontes Jr., procurador regional da República, com prefácio de Dom Erwin Kräutler, c.pp.s, e organização de irmã Osnilda Lima, fsp, publicado por Paulinas Editora em coedição com a Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam).
O livro é uma compilação dos artigos publicados pelo procurador Felício Pontes Jr. na revista Família Cristã (publicação mensal do Grupo Paulinas), nos quais, mais do que a teoria, há a vivência de um defensor de índios, quilombolas e ribeirinhos. Pontes denuncia, por exemplo, as irregularidades cometidas pelo Governo Federal e pelas grandes empreiteiras na construção da Usina de Belo Monte. A obra deixa claro que os povos da floresta são, segundo o autor, invisíveis aos arautos do “grande projeto de desenvolvimento” do Brasil.
Nos artigos, o autor indica pontos que são caros aos povos da floresta e que, para boa parte dos brasileiros, são irrelevantes, como o direito ao isolamento, a proibição da mineração, o choque de modelos de “alegria”, o direito à água, entre outros.
“Povos da Floresta” é um livro pertinente quando vemos que o discurso anti-indígena (ou contra qualquer povo da floresta) tornou-se plataforma política e polariza discussões no Brasil. É pertinente também o fato de que os três envolvidos no projeto (autor, autor do prefácio e organizadora) têm vivência junto aos povos retratados e trabalham por suas causas.

Para comprar, acesse paulinas.com.br, ligue grátis 0800 70 100 81 ou vá até uma loja Paulinas perto de você.

povos2

Ficha técnica do livro

Título: Povos da floresta – Cultura, resistência e esperança

Autor: Felício Pontes Júnior

ISBN: 9788535643534

Páginas: 168

Edição: 1

Ano: 2017

Idioma: Português

Formato: 15,5 x 23,0 cm

Código: 531537

Preço: R$ 25,80

Sobre o autor:

Felício Pontes Jr., mestre em Teoria do Estado e Direito Constitucional, é procurador regional da República e sempre tratou de temas ligados à tutela coletiva, em especial à defesa dos povos e comunidades tradicionais da Amazônia. Desde 2001 vem denunciando as irregularidades cometidas pelo governo e pelas grandes empreiteiras no projeto da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Sobre a organizadora:

Comunicóloga, pesquisadora e defensora dos povos da floresta, irmã Osnilda Lima, fsp, é membro da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), ligada ao Conselho Episcopal Latino-Americano e do Caribe (Celam)que, no Brasil, é vinculado à Conferência Nacional dos Bispos (CNBB).

Sobre o autor do prefácio:
Dom Erwin Kräutler, c.pp.s, é missionário da Congregação do Preciosíssimo Sangue, bispo católico, bispo prelado emérito do Xingu, no estado do Pará. Foi presidente do Conselho Indigenista Missionário (1983-1991); membro da Comissão Episcopal de Pastoral da CNBB, responsável pela dimensão missionária (1995-2003). Foi delegado à Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a América por eleição da Assembleia da CNBB e confirmado pelo papa João Paulo II (1997). Dom Erwin atuou com a irmã Dorothy Stang e prossegue na mesma luta pelos direitos das comunidades camponesas e indígenas e pela preservação ambiental na região amazônica

Sobre a Paulinas:
Paulinas Editora está presente no Brasil desde 1931 e, ao longo de sua trajetória, vem sendo reconhecida por sua atuação com inúmeras premiações, com destaque para sete Prêmios Jabuti – o mais importante prêmio literário do país, conferido pela CBL. Diversas obras também receberam a menção “Altamente recomendável” ou indicações ao “Acervo básico”, da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), entre outras distinções conferidas por associações literárias nacionais e do exterior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s