Voando Baixo, com Marco ASA – Vol. 18

eu dartDinheiro tem – Mais um argumento utilizado pelo golpe, de que o Brasil estava “quebrando” e que a previdência está “falida” está caindo por terra. Dinheiro tem! Para se ter uma ideia, o (des) governo golpista está gastando R$ 100 milhões na campanha pela reforma da Previdência. Está gastando outro bilhão de reais para comprar apoio no congresso para não cair. Ou seja, só não tem dinheiro para investimentos. O Brasil parou. Donos de empresas fornecedoras de obras públicas estão desesperados porque não há mais obras públicas em andamento. Trouxa de quem acreditou que “o Brasil quebrou”. Quebraram o Brasil inventando um golpe que deu na maior roubalheira do século. O Congresso (de bandidos) tomou o poder com Eduardo Cunha no comando.

Vergonha não tem – Estou impressionado como Mato Grosso do Sul pode eleger um ser abjeto como o deputado Carlos Marun. Em discurso defendendo o golpista Temer, ele disse que o “presidente não é uma pessoa normal”. Com isso, o deputado personifica a imagem que os políticos fazem deles mesmos: uma casta inatingível, acima do bem e do mal. Deveria ser o contrário. Todo político é um SERVIDOR público. E só! Eleitos pra NOS SERVIR, não pra se servir do nosso dinheiro. Aliás, Marun se especializou em defender bandido. Lembram-se dele defendendo ardorosamente Eduardo Cunha? Nojento!

Escolham um militar melhor – Não vejo problema nenhum em um militar se candidatar a um cargo público. Temos, nas fileiras militares, homens e mulheres valorosos. No entanto, a categoria será representada por um senhor que é um verdadeiro engano: Bolsonaro. Ele não foi um bom militar (no passado, na caserna, foi considerado insubordinado), é retrógrado, não entende nada de política pública, nem de economia. Ou seja, é um zero à esquerda. Militares de valor escolham um candidato melhor, por favor!

Escolham um maçom melhor – A Maçonaria também deveria escolher melhor seus candidatos. Os representantes entre colunas que atualmente estão no congresso e no Planalto (ou Jaburu, como queiram) são a escória. Dignos de ter suas línguas cortadas e serem enterrados de ponta cabeça na areia. Seres que devem voltar a serem aprendizes, aperfeiçoando-se, pois não trazem qualquer honra em si. Não têm a justiça e a perfeição necessárias. Pensem nisso, queridos irmãos de bem.

Escolham um aplicativo melhor – Sou só eu ou alguém mais aí tem medo das máscaras do snapchat? Tenho pânico. São horríveis!

Geração mimimi – Falam muito dos que se preocupam com preconceito e direitos humanos, dizendo que é “mimimi”. No entanto, acho que é o contrário. A nova geração (é, estou velho) está insensível como nunca. Se arvoram contra preconceito quando diz respeito a si mesmo ou ao seu grupinho. Mas, não respeito os idosos, vizinhos, diretores e professores etc. O hedonismo chegou ao insuportável. Pena!

Bom, por hoje chega. Abraços e tenham uma ótima semana.

Marco ASA é jornalista, publicitário e escritor. Contatos pelo e-mail portalautoasa@gmail.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s