Modelo de avião do acidente com a Chapecoense já voou no Brasil

taba

(Marco ASA) – O modelo de avião utilizado pela companhia aerea boliviana Lamia, que fatalmente acidentou-se no noite de ontem (28) na Colômbia, vitimando boa parte da delegação do time da Chapecoense (de Chapecó/SC), é um modelo considerado seguro e que já voou no Brasil.

Avro Regional Jet 85, da British Aerospace é um avião quadrirreator (com quatro turbinas) e, por isso, é indicado para voo em locais de grandes altitudes, como na região entre a Bolívia e o Equador.

No Brasil, tivemos um modelo da família British Aerospace  voando no início dos anos 80 pela TABA – Transportes Aereos da Bacia Amazônia – em linhas que ligavam Manaus, Belém, Porto Velho e outras cidades de maior porte da Amazônia Legal.

O avião, considerado seguro e confortável, podia decolar em pistas curtas e até mesmo sem pavimentação. No entanto, seu custo de manutenção era muito alto, fazendo com que a TABA desistisse da operação com o modelo.

ANAC não deixou delegação fretar avião no Brasil – A delegação do time brasileiro Chapecoense tentou fretar um avião no Brasil para seguir para o jogo da semifinal da Copa Sulamericana, na Colômbia. No entanto, a ANAC – Agência Nacional de Aviação Civel – vetou, obrigando a delegação a contratar o voo na Bolívia pela Lamia, empresa que já atende delegações de times argentinos.

Nota tétrica – Lâmia (em grego: Λάμια), na mitologia grega, era uma rainha da Líbia que se tornou um demônio devorador de crianças.

lamiaaviao-chapecoense_free_big

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s