Mais uma do Mandela: Fazer com que Obama e Raul Castro se cumprimentem

ImagemO cumprimento histórico quase passou despercebido.

(Marco ASA) – Somente o funeral de um dos homens mais excepcionais que já passaram por este planeta seria o motivo para unir líderes mundiais tão antagônicos como o americano Barack Obama e o atual presidente cubano, Raúl Castro. Mandella era respeitado por líderes de todos os continentes, religiões, etnias, democráticos e ditadores.

Sua história de luta e liberdade serviu de inspiração para nações inteiras e, em particular, parece que está inspirando Barack Obama. Não haveria, pelo menos por enquanto, uma ocasião onde o presidente americano e o líder cubano se encontrassem de uma forma tão desarmada, sem pautas ou reuniões. Daí, pode-se crer que os Estados Unidos poderão diminuir os embargos econômicos à Cuba e o país caribenho estude novas aberturas e ofereça mais liberdade ao seu povo.

Nas homenagens ao líder sul-africano, a presidente brasileira Dilma Roussef foi a segunda a discursar, após o presidente Barack Obama, sendo que ela disse que Mandela foi um exemplo para os brasileiros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s