Fóssil achado na China pode ser mais antiga ave do mundo

Imagem
Fóssil descoberto na China pode ser da ave mais antiga já descoberta por cientistas

(BBC) – Restos daquela que pode ser a criatura mais antiga da linha evolutiva das aves foram encontrados na China.

O fóssil do animal, que tem caraterísticas de ter possuído penas, foi datado com uma idade aproximada de 160 milhões de anos.

Cientistas batizaram o achado de Aurornis, que significa “ave do amanhecer”.

A descoberta, segundo os pesquisadores disseram à revistaNature, ajuda a simplificar o entendimento da ciência sobre como os pássaros evoluíram dos dinossauros e como adquiriram a capacidade de voar.

Auronis xui – o nome completo da criatura – está preservado em uma placa de xisto tirado de um local onde já foram encontrados diversos outros fósseis na província de Liaoning.

Medindo 50 cm da cauda até o bico, o esqueleto da criatura tem uma estrutura primitiva que a coloca na base do grupo dos primeiros pássaros, desde que sua linha evolutiva divergiu da dos dinossauros.

Pascal Godefroit, do Instituto Real Belga de Ciências Naturais, é o principal autor do relatório que descreve o Aurornis.

Seu artigo para a Nature também faz uma nova análise de como as criaturas com características de pássaros que viveram nos períodos Jurássico e Cretáceo estavam relacionados entre si.

A relação foi estabelecida por meio de comparações do formato de seus ossos. A maior consequência dessa nova avaliação filogênica é que ela devolve o status ao mais famoso fóssil já encontrado na linha evolutiva dos pássaros.

Archaeopteryx

Fossil do Archaeopteryx

Descoberta de restos de criatura torna estudo da linha evolutiva das aves mais simples

Archaeopteryx foi apelidado de “o primeiro pássaro verdadeiro” ao ser descoberto e estudado no século 19. Porém, teve sua classificação mudada para a de uma família de dinossauros não-aves muito parecidos com pássaros – muitos dos quais reconhecidos em fósseis achados em Liaoning. As características achadas nesses espécimes aparentaram tornar o Archaeopteryx menos fundamental.

Porém, esse rebaixamento causou alguma consternação porque o Archaeopteryx, que viveu a 150 milhões de anos, podia claramente voar. Ou seja, com a reclassificação os cientistas passaram a trabalhar com teoria de que o voo dessas criaturas teve duas grandes evoluções – uma relativa às aves e outra relacionada a esses tipos de dinossauros parecidos com pássaros.

Mas a nova análise produzida após a descoberta do Aurornis mais uma vez simplificou o cenário.

“Investigações filogenéticas anteriores eram baseadas em apenas 200 características morfológicas. Aqui reconhecemos pelo menos 1.500 características”, disse Godefroit.

“Então a análise é maior e mais robusta e de acordo com essa nova investigação o Archaeopteryx é novamente considerado um ancestral dos pássaros e a nova criatura que nós descrevemos é também um pássaro base e, de fato, até mais primitivo que o Archaeopteryx“, afirmou ele à BBC News.

Além de colocar o Arachaeopteryx em um dos mais antigos pontos da separação da linha evolutiva dos pássaros e dos dinossauros, o estudo também embaralha a classificação dos Troodontidae, uma família de dinossauros parecidos com pássaros.

“O que estamos discutindo aqui é na verdade muito detalhado, caraterísticas esotéricas da anatomia”, disse Paul Barret, do Museu de História Natural de Londres.

“Estamos olhando para um nexo de animais em torno da origem das aves – pássaros e um grupo de dinossauros que são quase, mas não completamente, aves”.

“Há uma linha cinza, vacilante, entre os dois. Só uma ou duas mudanças em um grande banco de dados podem fazer a diferença para uma criatura estar de um lado ou de outro da fronteira que divide os pássaros e os dinossauros.

Barret disse que os fósseis recentemente desenterrados estão produzindo visões fascinantes sobre a linha evolutiva dos pássaros e sobre a “experimentação” evolutiva que a precedeu. “O começo da linha dos pássaros é definido a partir de características sutis de partes da sua anatomia – das asas, dos quadris, dos músculos do peito e assim por diante”, disse à BBC News.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s