Polícia se organiza para revidar continuidade dos ataques criminosos em Campo Grande

Imagem
Cenas do vandalismo. Fotos: Graziela Rezendo/Midiamax

Texto e fotos de Graziela Rezende / Midiamax – Informações do serviço de inteligência da PM (Polícia Militar), em Campo Grande, dão conta de que os ataques criminosos ocorridos na cidade terão continuidade nesta quinta-feira (14). E, muitos antes do que se imaginava, a suspeita é que as ações tiveram início na madrugada de quarta-feira, com a tentativa de incêndio a uma carreta estacionada na Praça do Rádio Clube.

Segundo o registro policial, por volta das 4h, os feirantes se preparavam para armar as barracas da Feira dos Orgânicos, quando um indivíduo chegou com uma maleta próxima a eles. Em dado momento, este homem disse: “Bom, tenho que trabalhar”, entrando por baixo do veículo.

Após alguns minutos, ele saiu do carro e falou: “Pronto, agora é com o Corpo de Bombeiros”. Em seguida fugiu. Os feirantes então deram a volta na carreta e perceberam que este homem, cujas características já estão em poder da polícia, teria ateado fogo nas rodas da carreta.

O Guarda Municipal, juntamente com os feirantes e o empresário de 45 anos, dono da carreta, apagaram o fogo. “O pessoal lá estranhou a presença dele, mas não falaram nada porque ele disse que faria a manutenção na carreta”, diz o dono ao Midiamax. Ele conta que o veículo está ali por conta de um Centro de Treinamento Móvel da empresa Saint Gobain.

O caso ficou registrado como dano qualificado quando cometido com emprego de substância inflamável ou explosiva, sendo investigado pela 1ª Delegacia de Polícia. Associados ou não, os ataques continuaram na noite de ontem.

A informação inicial é de que cinco veículos teriam sido incendiados no centro, porém os bombeiros receberam outros chamados, conforme confirma a assessoria de comunicação do órgão. Um às 19h56 em um posto de gasolina, na qual uma Kombi estaria totalmente incendiada e foram utilizados 300 litros de água para conter as chamas.

Durante a ação criminosa, como os veículos não sofreram grandes danos, a intenção dos bandidos, de acordo com o que foi informado pela polícia, seria planejar crimes em que os carros fossem totalmente incendiados.

“Sabemos que os ataques estão partindo de integrantes de uma facção criminosa. Como os carros não foram totalmente queimados, os bandidos estariam planejando concluir as ações. Mas também tivemos a informação de que estes homens não possuem armas de calibre grosso e jamais vão entrar em confronto com os militares, pois a resposta será a altura”, afirma o servidor.

Porém, apesar de todo o alarde, a Polícia Civil não confirma a informação de ataques de uma facção criminosa. Mas ontem, mobilizados com a questão, policiais da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro e da 1ª Delegacia de Polícia, realizaram a perícia nos veículos e iniciaram a investigação sobre os crimes.

A Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) também foi acionada. “Nós não confirmamos a informação de ataques de facção criminosa. Estamos investigando e até o momento ninguém foi identificado”, fala o delegado.

Ataques – Cinco carros, sendo um Ford Ecosport, um Citroen, um Uno e um Saveiro de cor branca e uma Blazer foram danificados. Os bandidos, que chegaram de motocicleta, cortaram a mangueira do combustível e colocaram um pavio para atear o fogo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s