Douglas Figueiredo assume a Associação de Municípios de Mato Grosso do Sul

Imagem
Douglas Figueiredo é prefeito de Anastácio

O prefeito de Anastácio, Douglas Figueiredo (PSDB), venceu a eleição da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), ocorrida no último dia 22.

Ele substituirá o atual presidente da entidade, ex-prefeito de Chapadão do Sul, Jocelito Krug (PMDB), a partir do dia 31 deste mês, quando haverá a solenidade de transmissão de cargo. 

Do total de 79 votos apurados, Douglas recebeu 47 votos, contra 31 de Waldeli. Houve um voto em branco. 
Pela primeira vez na história da entidade, 100% dos prefeitos votaram. 

Waldeli disputou o cargo pela chapa “Assomasul para Todos”, enquanto Douglas encabeçou a chapa “Força Municipalista”.

Durante as articulações em torno da presidência da entidade municipalista os prefeitos de Dourados, Murilo Zauith (PSB), e de Nova Andradina, Roberto Hashioka (PMDB), colocaram seus nomes à disposição, no entanto, desistiram mais tarde de seus projetos. 

Apesar da disputa, a eleição ocorreu em clima de tranquilidade no plenário da Assomasul, onde, além de prefeitos, várias autoridades políticas compareceram para prestigiar o processo democrático.

O prefeito de Japorã, Vanderlei Bispo (PT), foi o primeiro a votar, às 8h, seguido por Douglas e Waldeli, que não arredaram o pé da sede da entidade na tentativa garantir votos.

O prefeito em exercício de Sidrolândia, Wilson Perez, foi o último a votar, por volta das 16h30, encerrando assim a eleição.

Embora restrita aos prefeitos, o pleito envolveu assessores do governo e de parlamentares que marcaram presença no local na tentativa de influenciar no resultado da disputa.

Passaram pelo plenário da Assomasul durante a votação, encerrada às 17h, a governadora em exercício, Simone Tebet (PMDB), o deputado federal Vander Loubet (PT), e os deputados estaduais Júnior Mochi (PMDB), líder do governo na Assembleia Legislativa, Professor Rinaldo (PSDB), Márcio Monteiro (PSDB) e Felipe Orro (PDT).

Umas das principais propostas de Douglas é montar um banco de projetos para dar instrumento para a bancada federal ajudar as prefeituras, além de dar condições ao escritório de representação da entidade em Brasília visando melhorar a relação dos prefeitos com os órgãos governamentais.

“Nós temos que fomentar com a bancada federal bons projetos. Temos que ter bons profissionais acompanhando em Brasília, se não a gente não vai conseguir nada”, sugeriu.

Douglas disse ainda que o que tem prejudicado os municípios é a perda de recursos federais por falta de técnicos qualificados, sobretudo, projetos mal elaborados que deixam de ser atendimentos por erros nos projetos.

“Tem obras inacabadas porque falta prestação de contas, além da previsão dos municípios em dar a contrapartida. Isso tudo por falta de profissionais técnicos, geralmente os projetos voltam por erro e isso vai prejudicando a vida dos municípios.

UNIDADE

No decorrer da votação, os candidatos defenderam que a unidade deveria prevalecer na entidade, independentemente do resultado da eleição. 
Tanto Douglas Figueiredo quanto Waldeli fizeram esse compromisso ao registrar suas chapas no final da tarde de segunda-feira.

Segundo eles, o importante após o cumprimento do processo democrático é dar continuidade a luta pelo municipalismo, bandeira principal da Assomasul e da CNM (Confederação Nacional de Municípios), da qual é filiada.

A diretoria da Assomasul, segundo eles, é composta por prefeitos de vários partidos e a sua posição político-partidária não implicará em nenhum comportamento que venha comprometer os interesses e os ideais municipalistas. 

DIRETORIA ELEITA

Além de Douglas Figueiredo, a diretoria eleita é composta pelos seguintes prefeitos: Humberto Amaducci (Mundo Novo, 1º vice-presidente), Alcides Bernal (Campo Grande, 2º vice-presidente), Paulo Duarte (Corumbá, Secretário-geral), Pedro Caravina (Bataguassu, 1º secretário), Heitor Miranda (Porto Murtinho, 2º secretário), Juvenal de Assunção Neto (Nova Alvorada do do Sul, Tesoureiro-Geral), Vanderlei Bispo (Japorã, 2º Tesoureiro-Geral), Juliana Pereira de Almeida (Miranda, Diretora de Relações Públicas), Ludimar Novais (Ponta Porã, Diretor de Assistência Municipalista), Mário Kruger (Rio Verde de MT, Diretor de Patrimônio), Marcelo Henrique de Melo (Jardim, Diretor de Saúde), Marta Araújo (Eldorado, Diretora de Cultura), José Domingues Ramos (Ribas do Rio Pardo, Diretor Esportivo), Manoel Santos Viais (Caracol, Conselho Fiscal), Roberto Almeida (Conselho Fiscal), Maria das Dores de Oliveira Viana (Deodápolis, Conselho Fiscal), Selso Luiz Lozano Rodrigues (Antonio João, suplente Conselho Fiscal), Isabel Cristina Rodrigues (Juti, suplente do Conselho Fiscal), Jorge Justino Diogo (Brasilândia, suplente do Conselho Fiscal).

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s