Modalidades não olímpicas receberão 15% do orçamento do Bolsa Atleta

Imagem

Brasília / Agência Brasil – O Ministério do Esporte divulgou hoje (24) no Diário Oficial da União os critérios para a concessão da bolsa atleta a esportistas de modalidades não olímpicas e não paraolímpicas. A resolução do Diário Oficial da União também estabelece que esses atletas deverão receber 15% do orçamento destinado ao programa.

Entre esses grupos de atletas, terão preferência aqueles que estão inscritos em modalidades do programa Pan-Americano ou Parapan-Americano com categoria internacional, seguidos por aqueles que estão nessas mesmas modalidades em categoria nacional. Por último, vêm os que estão em modalidades internacionais não incluídas nos Jogos Pan-Americanos e Parapan-Americanos.

Seguidos esses critérios, terão prioridade os três primeiros colocados em campeonatos mundiais homologados pela Federação Internacional da Modalidade. Depois deles, serão classificados os três melhores colocados em campeonatos pan-americanos e, por último, os que subiram ao pódio em competições sul-americanas.

A bolsa atleta prevê o pagamento de R$ 370 para esportistas de base e estudantis; de R$ 925 para os atletas de nível nacional; R$ 1.850 para os de nível internacional; e de R$ 3,1 mil para os de nível olímpico ou paraolímpico. Os requisitos para se inscrever em cada uma das categorias estão na página do programa na internet.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s